Vacciplant é um fungicida biológico de origem natural, formulado à base de 45g/l de Laminarina, ingrediente natural extraído da alga laminaria digitata. Estimula as defesas naturais das plantas, contra doenças causadas por fungos, bactérias e vírus, nomeadamente, a botritis, em moranguerio e o pedrado e doenças pós-colheita em pomóideas. Tem efeito preventivo e pode ser aplicado até à colheita em pulverização foliar.

Pontos Fortes
  • Estimula as defesas naturais das plantas contra fungos, bactérias e vírus.
  • Origem natural para uma proteção sem problemas de resíduos.
  • Prepara as culturas para combater várias doenças em simultâneo.
  • Pode ser usado em qualquer momento do ciclo da cultura, numa ampla gama de culturas, desde o aparecimento das condições propícias e/ou sintomas das doenças, até à colheita.
  • Apto para uso em Modo de Produção Biológico.
  • Sem Intervalo de segurança.
Summary/Passport

Uso do produto: Bioestimulante das defesas naturais das plantas contra doenças causadas por fungos, bactérias e vírus. 

Composição: Laminarina 4,5% 

Formulação:  Concentrado Solúvel (SL) 

Nº Autorização de venda DGAV:  0233 

Família química: - 

Modo de ação: Bioestimulante das defesas das plantas à base de Lamirina, substância natural que ativa os mecanismos naturais de defesa das plantas antes que se verifique o ataque pelo agente causal da doença. 

Apresentação: 1L 

Condições de armazenamento:  - 

Número máximo de aplicações:  -

Registered Use

 

CULTURA

DOENÇA

DOSES

VOLUME DE CALDA

MODO DE APLICAÇAO

Morangueiro (ar livre e estufa)

Oídio (Sphaerotheca macularis)

0,75 L/ha

300 a 1.000 L/ha

Realizar os tratamentos de modo preventivo, num programa de proteção contra o oídio. Iniciar as aplicações logo que as plantas iniciem a atividade vegetativa e repetir com intervalos de 10 dias, sempre que a previsão das condições meteorológicas seja favorável ao desenvolvimento da doença.

Aconselha-se o uso do produto com fungicidas sempre que sejam visíveis sintomas de oídio nas plantas.

Podridão cinzenta (Botrytis cinerea)

2 L/ha

300 a 1.000 L/ha

Para volumes de calda superiores a 500 L/ha, usar na concentração de 0,2 L/hl. Para volumes de calda inferiores a 500 L/ha aplicar na dose de 1 L/ha.

Realizar os tratamentos de modo preventivo, do início da floração até à colheita, realizando no máximo 10 tratamentos com intervalos de 7 a 10 dias. Na presença de um elevado risco de ocorrência de contaminações deste patogéneo, aplicar outro produto de ação fungicida autorizado no combate a esta doença.

Durante o período de floração, Vacciplant pode substituir o primeiro ou o último tratamento fungicida. Após a floração manter a pulverização com Vacciplant até à colheita.

Macieira e pereira

 

Fogo bacteriano (Erwinia amylovora)

1 L/ha

500 a 1.000 L/ha

Realizar os tratamentos de acordo com informação do Serviço Nacional de Avisos Agrícolas. Na falta deste, tratar preventivamente, do botão verde até ao final da floração. Realizar no máximo 7 aplicações com intervalos de 10 dias.

Alface (ar livre e estufa)

 

Míldio (Bremia lactucae)

2 L/ha

400 a 1.000 L/ha

Para volumes de calda superiores a 500 L/ha, usar na concentração de 0,2 L/hl. Para volumes de calda inferiores a 500 L/ha aplicar na dose de 1 L/ha.

Realizar os tratamentos de modo preventivo, das 3 folhas até à colheita, realizando no máximo 6 tratamentos com intervalos de 7 a 10 dias. Na presença de sintomas de míldio, aplicar outro produto de ação fungicida autorizado no combate a esta doença.

Em alternativa, aplicar este produto no final do ciclo cultural, quando os intervalos de segurança não permitem a utilização de outrso produtos de ação fungicida autorizados no combate a esta doença.

Macieira

Pedrado (Venturia inaequalis) e Doenças de conservação (Gloeosporium spp.)

1 L/ha

200 a 1.000 L/ha

Realizar os tratamentos de modo preventivo.

Na prevenção contra o pedrado, realizar os tratamentos com intervalos de 10 a 20 dias, dependendo do risco de ocorrência da doença. Se ocorrerem chuvas contaminantes, dever-se á aplicar um fungicida específico para o pedrado.

Na prevenção contra Gloeosporium sp., os tratamentos devem ser efetuados 3 semanas antes da colheita, com intervalos de 7 a 10 dias. Cerca de 3 a 7 dias antes da colheita, deverse-á aplicar um fungicida específico para doenças de conservação. Realizar no máximo 20 tratamentos.

Videira

Oídio (Uncinula necator)

2 L/ha ou 0,2 L/hl

300 a 1.000 L/ha

Tratar preventivamente, antes da floração e no período de tempo que decorre do fecho do cacho até à colheita, realizando no máximo 20 tratamentos com intervalos de 10 a 14 dias. Da floração até ao fecho dos cachos, devem ser mantidos os tratamentos com outros produtos de ação fungicida.

 

Safety

Indicações de perigo: 

H319: Provoca irritação ocular grave.